Notícias e eventos

Oficina Verde, já ouviu falar?

2 Minutos postado

Quando a reparadora automotiva está aliada à responsabilidade ecológica

Quem ouve a expressão “oficina verde” logo pensa que se trata da cor ou decoração de uma oficina mecância. Para quem não sabe, a oficina verde está relacionada com a oficina responsável ecologicamente. E quando falamos em oficina mecânica logo associamos a um ambiente mais rústico, com uma realidade bem longe da preservação da natureza. Mas essa visão já não condiz tanto com a realidade.

Cada vez mais as oficinas precisam se tornar amigas do meio ambiente. E uma dessas oficinas é a Ricmil, localizada em Guarulhos (SP). Pioneira na preservação do meio ambiente, lá tudo é reciclado, e o que não pode ser reciclado tem o seu descarte feito de forma completamente responsável. Eles reciclam tudo que podem: papelão, plástico, vidro, borracha, aço, alumínio e descartam solvente, papel de escritório impresso, lixas contaminadas, EPI’s usados e contaminados, fita crepe contaminada, filtros usados nas cabines de pintura, panos e até água contaminada dos sistemas de arrefecimento na troca de radiador.

Sucata que será descartada
Coleta de materiais

Todo esse descarte gera custo para a oficina. Mensalmente uma empresa recolhe todo material, emite certificado e dá o destino certo a cada item, seja plástico, alumínio, borracha, entre outros. Para se ter uma ideia, todo mês é um caminhão cheio de papelão que sai dali, por conta das embalagens das peças usadas nas reparações. A oficina gera muito lixo.

Mas toda essa responsabilidade não é só questão de respeitar a legislação
ambiental. É questão de ter consciência. “Sempre tivemos essa consciência ambiental, muito antes até de existir certificação na área. Quando começou
esse negócio de certificar oficinas que possuíam certas ações já tínhamos
tudo pronto, porque enxergamos nosso negócio com a responsabilidade social que o CNPJ exige”, explica o proprietário André Canha.

Mas as ações e o custo não ficam só na reciclagem e descarte de lixo. Houve bastante investimento no reservatório próprio, que utiliza água da chuva para a limpeza e manutenção do local. Além disso, a iluminação é 100% led para diminuir o impacto ao meio ambiente, e conta com reforço de telhas translúcidas que reduzem em 80% a energia elétrica do galpão. Sem contar com a utilização de um plano aspirante para retenção de poeiras geradas pelo lixamento, e utilização de filtragem nas cabines de pintura. Por falar em pintura, os produtos utilizados são importados com baixo índice de VOC, porque poluem muito menos. “A gente faz o possível para amenizar o impacto da nossa empresa ao meio ambiente”, orgulha-se.

A natureza agradece.

Posts relacionados
NoticiasNotícias e eventos

Aplicativo Auto Busca da Ford inicia campanha de Black Friday com descontos de até 50%

As peças de reposição em promoção incluem itens muito demandados pelas oficinas, como componentes de arrefecimento, freios e baterias Além dos descontos,…
Notícias e eventos

Do Whatsapp para o Brasil: Conheça a história do Clube dos Refrigeristas

Profissionais da climatização automotiva unidos em um só lugar Você sabia que existe um grupo só com especialistas em manutenção e reparação…
Notícias e eventos

Prorrogados os prazos do Programa Emergencial de Manutenção do Emprego e da Renda

O Governo Federal editou Decreto nº 10.422/2020 (DOU de 14/07), que amplia os prazos do programa que permite a redução proporcional de…
Cadastre-se no Sindirepa - SP

e receba novidades do setor

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *