Notícias - ConsumidorNotícias - Oficina

BorgWarner Desenvolve Sistema Inovador de Dupla Embreagem com Vetor de Torque para Veículos Elétricos

A solução compacta e econômica para veículos elétricos requer apenas um motor elétrico traseiro.

Os recursos tecnológicos apresentam capacidade de desconexão a fim de minimizar a perda de energia e aumentar a autonomia.

Contratada para fornecer a um grande OEM global, início da produção em 2022.

Auburn Hills, Michigan, 31 de outubro de 2019 – A BorgWarner desenvolveu um inovador sistema de vetorização de torque para veículos elétricos, que permite o uso de apenas um motor elétrico em vez dos dois tradicionais normalmente encontrados em veículos elétricos. Esta solução é econômica e apresenta um design compacto, reduzindo significativamente o espaço necessário no veículo e o peso do sistema.

Alavancando sua tração AWD e sua experiência e portfólio de acoplamentos, a BorgWarner criou sua unidade de Dupla Embreagem com Vetor de Torque, que apresenta duas embreagens − uma interna e uma externa − que substituem o diferencial convencional em uma transmissão elétrica. Os sistemas tradicionais com vetor de torque requerem duas e-machines na parte traseira, caras e pesadas, enquanto a tecnologia da BorgWarner conserva peso e espaço na transmissão, ajudando na eficiência geral do veículo.

“Nosso novo sistema de dupla embreagem com vetor de torque, que minimiza desperdício de torque, economiza energia e requer menos componentes, exemplifica como nossa experiência em motores de combustão interna e em sistemas de transmissão complementa nosso trabalho com veículos elétricos”, disse Stefan Demmerle, presidente e gerente-geral da BorgWarner PowerDrive Systems. “A BorgWarner possui o amplo conhecimento e experiência que os clientes necessitam à medida que a indústria evolui para um futuro eletrificado.”

Projetado para melhorar a dirigibilidade e manobrabilidade de veículos elétricos, a Dupla Embreagem com Vetor de Torque da BorgWarner comanda o torque de forma independente, distribuindo o torque nas rodas esquerda e direita a partir de sua posição no eixo traseiro. A dupla embreagem com vetor de torque, conectada a um motor elétrico e com dois atuadores GenVI reversíveis (um por embreagem), transfere dinamicamente o torque para melhorar a resposta da direção e a controlabilidade, proporcionando ao cliente estabilidade e prazer na direção. Este sistema tem uma capacidade de até 2.600Nm por embreagem e possui um recurso que desconecta o eixo traseiro quando não é necessária uma tração nas quatro rodas. O veículo, então, opera com tração dianteira, resultando em pe rdas reduzidas e maior autonomia para veículos elétricos.

O início da produção começará no primeiro semestre de 2022 para um veículo elétrico de grande OEM global.

Sobre a BorgWarner

A BorgWarner Inc. (NYSE: BWA) é líder mundial em soluções de tecnologia limpas e eficientes para veículos de combustão, híbridos e elétricos. Com instalações industriais e técnicas em 67 locais em 19 países, a empresa emprega aproximadamente 30.000 pessoas em todo o mundo. Para mais informações, visite borgwarner.com.

Sistema de Dupla Embreagem com Torque Vetorial para veículos elétricos da BorgWarner

As declarações contidas neste comunicado de imprensa podem conter projeções futuras, conforme contemplado na Lei de Reforma do Contencioso de Valores Privados de 1995, que se baseiam nas perspectivas, expectativas, estimativas e projeções atuais da administração. Palavras tais como “antecipa”, “acredita”, “continua”, “poderia”, “projetado”, “efeito”, “estima”, “avalia”, “espera”, “prevê”, “objetivo”, “Iniciativa”, “pretende”, “perspectiva”, “planeja”, “potencial”, “projeto”, “busca”, “pretende”, “deve”, “alvo”, “quando”, “teria”, e variações de tais palavras e expressões similares destina m-se a identificar tais projeções futuras. As projeções futuras estão sujeitas a riscos e incertezas, muitas das quais são difíceis de prever e geralmente estão além do nosso controle, o que poderia fazer com que os resultados reais diferissem materialmente daqueles expressos, projetados ou implícitos nas ou mediante as projeções futuras. Tais riscos e incertezas incluem: flutuações na produção de veículos nacionais ou estrangeiros, o uso continuado por fabricantes de equipamentos originais de fornecedores externos, flutuações na demanda por veículos que contêm nossos produtos, mudanças nas condições econômicas gerais, bem como outros riscos observados nos relatórios que arquivamos com a Comissão de Valores Mobiliários, incluindo os Fatores de Risco identificados em nosso Relatório Anu al no Formulário 10-K mais recente arquivado. Não assumimos qualquer obrigação de atualizar ou anunciar publicamente quaisquer atualizações ou revisões para qualquer uma das projeções futuras.

Post anteriores

Monroe lança 21 amortecedores para linha leve

Próximo post

Sindirepa participa de encontro de mecânicos