Notícias - ConsumidorNotícias e eventos

Empresa de tecnologia automotiva traz precificador que avalia todos os veículos placa a placa

Checkprice traz app que coleta todas as informações necessárias e consegue determinar o preço específico de cada automóvel

Saber o valor de mercado de um automóvel não é tarefa para iniciantes. Afinal, há diferenças gritantes em um mesmo produto, como os modelos e versões, além da depreciação natural por conta da idade e da quilometragem. Para resolver isso, a Checkprice desenvolveu um aplicativo de coleta de informações de um veículo com tecnologia própria e que consegue, em apenas alguns minutos, dar todos os parâmetros para que cada automóvel tenha seu preço definido e com toda a assertividade necessária para avaliar o ativo.

Hoje, os principais parâmetros do mercado automotivo são as pesquisas que apontam o preço médio praticado no setor. A tabela FIPE, por exemplo, não distingue as variações de modelos e versões existentes. Já a Molicar consegue trazer mais detalhes, incluindo essas diferenças, mas ainda não é capaz de avaliar cada veículo individualmente.

“Carros iguais têm preços diferentes. Criamos uma tecnologia que coleta as informações do veículo e ainda buscamos parâmetros de mercado com a Molicar. O robô de precificação faz o resto, avaliando todas as avarias a analisando as condições de estado e quilometragem do veículo para formar o preço final”, afirma Roberto Bottura, CEO da Checkprice.

Assim, o objetivo é mostrar que cada carro possui um preço específico e sem precisar levá-lo a um avaliador. Para identificar o valor placa a placa, a empresa usa algoritmos que calculam a idade, estado, quilometragem, condições de pneus e manutenções, além de contar com um banco de dados que estabelece critérios para os valores de depreciação por marca e por modelo. Atualmente, a base da Checkprice conta com 98 milhões de placas cadastradas.

“Nosso banco de dados registrará as transações de cada veículo, placa a placa, e conseguiremos saber mais sobre suas depreciações ao longo da vida útil”, prossegue o executivo.

Por que o C2C ainda é inseguro no Brasil?

Ainda que projetos de tecnologia automotiva e sites de vendas ofereçam ao mercado diversas opções de transacionar um carro diretamente entre consumidores, sem intermediários (prática conhecida como C2C), eles também não garantem o melhor negócio para os envolvidos pela dificuldade de precificar o veículo.

A solução da Checkprice, por sua vez, avalia os carros sem que as pessoas percam tempo indo em lojas de veículos ou anunciando em portais de vendas. “A proposta é que o cliente não se preocupe com nada. Tudo vai ser cuidadosamente feito para ele se sentir seguro e com muita transparência”, afirma Bottura.

Nos próximos meses, a empresa estabelecerá uma parceria com a Drywash, maior empresa de lavagem a seco do mercado brasileiro. Além disso, já estabeleceu parcerias com grandes empresas do setor, como o Grupo EVORA/PLENAVER.

Acompanhamento do início ao fim

A Checkprice possui três plataformas distintas que atendem diferentes etapas da gestão de ativos automotores: a primeira voltada para a coleta de dados, outra para a gestão operacional e comercial, e por último uma customizada para ser o motor de vendas. Cada uma delas possui características e funções próprias.

Na coleta de informações, a plataforma é mobile e disponibilizada como app para smartphones. Nela, com apenas uma foto da placa do veículo, é possível reunir todos os dados referentes a ele, tais como multas e débitos, inspeções, avarias e demais documentos que ajudam o precificador a identificar o valor de cada automóvel.

A plataforma operacional, por sua vez, acessada por um website, tem diversos recursos para a tomada de decisão. Lá estará o cadastro e o histórico completo do veículo (inclusive com fotos), gestão de documentação, relatórios gerenciais, acompanhamento da transação, entre outros pontos.

A plataforma de vendas trabalha no modelo white label, ou seja, a tecnologia pode ser personalizada para atender as características de cada cliente. Dessa forma, entre suas funções estão integrações aos principais portais de negociação, o acompanhamento de propostas recebidas, coleta de leads e a definição de valores mínimo e máximo para cada veículo.

Dois anos de codificação

Apesar de ter sido fundada em fevereiro de 2018, a Checkprice existe há dois anos como conceito. Esse foi o tempo de maturação que os sócios da empresa levaram para desenhar e codificar a tecnologia a fim de atender todas as funções desejadas para a gestão dos ativos automotores.

O objetivo era lançar ao mercado um produto maduro, que já estivesse adequado e funcionando corretamente, resolvendo todos os problemas que envolvem o setor. Os sócios falam por experiência própria: tanto Roberto Bottura quanto Eduardo Gonçalves têm mais de 20 anos de atuação neste mercado.

“Nossa solução foi desenvolvida com base nas dores das nossas próprias vivências. Nos dedicamos dois anos para trazer ao mercado uma tecnologia realmente inovadora. Queríamos que a Checkprice já nascesse grande, no sentido de ter parcerias consolidadas e um produto que funciona sem qualquer problema”, conclui Bottura.

Sobre a Checkprice:

Lançada em fevereiro de 2018 pelos empresários Roberto Bottura e Eduardo Gonçalves a plataforma é inovadora na oferta de informações online de veículos, também disponibiliza serviços de consultas veiculares, regularizações e transferências sem burocracia. Além de já possuir um banco de dados com 98 milhões de placas cadastradas.

Post anteriores

Assim como a CNH, documento de carro também terá versão digital

Próximo post

Jornal Balcão Automotivo